Seria Alfred Hitchcock racista?

01:03

A um tempo atrás uma das meninas do grupo Vintage & Retrô Blogers leventou um questionamento bastante interessante: a participação de mulheres não brancas no universo de pinups e afins.Como amante de filmes antigos, eu gostaria de estender essa discussão para a área do Cinema e analisar o trabalho do diretor inglês Alfred Hitchcock. Gostaria de deixar claro que o fato dele ser um dos meus diretores preferidos não vai interferir na minha parcialidade.

psicose movie 1960 hithcock


Bem, toda vez que eu apresento o trabalho do Alfred para algumas pessoas, a mesma pergunta aparece: Mas por que só atrizes loiras nos papéis de protagonistas?!


Apenas atrizes brancas e loiras:
Aqui vem o primeiro ponto: Todas as protagonistas dos filmes mais importantes do Hitchcock são loiras! Entre elas Grace Kelly que participou de 3 filmes :Janela Indiscreta (1954), Disque M para Matar (1954) e O Ladrão de Casaca (1955), Tippi Hedren em Os Pássaros (1963) e Marnie, Confissões de uma Ladra (1964), Janet Leigh em Psicose (1960), Kim Novak em Vertigo (1958) e minha lista seria eterna...

loiras hitchcock
Tippy Hedren, Grece Kelly e Kim Novak.


O Hitchcock tinha algo a dizer sobre? Na verdade ele mesmo reconhecia uma obesesão por atrizes loiras.Segundo ele, as loiras davam um aspecto original nas produções em preto e branco, algo que agradava a ele, e que usou como recurso estético.Posteriormente levou isso para as produções coloridas também.

A falta de atrizes não brancas na indústria:
O cinema do Hitchcock em relação à temática não me parece ser explicitamente racista, inclusive no filme Rope, em português Festim Diabólico (1948) são tratadas algumas questões como o Super-Homem de Nietszche e a falsa crença de uma superioridade racial, além do discurso final que pareceu uma alfinetada contra as ideologias nazi-fascistas imperantes na época.

Esquecendo um pouco os filmes do Hitchcock, nós chegamos à conhecida conclusão de que a história do Cinema por si só é racista e focada numa visão de mundo (e isso inclui questões estéticas) muito voltadas para o universo anglo-saxônico! A verdade é que mesmo se um diretor quisesse trabalhar com atrizes/ atores negros, ou de outras etnias que não fosse a branca, ele certamente sentiria dificuldades, pois os estúdios vetavam.

margarita carmen cansino rita hayworth
Rita Hayworth antes da fama - Rita Hayworth transformada por Hollywood.



Um grande exemplo de crime de racismo dentro do Cinema foi a atriz Rita Hayworth, que possuía ascendência hispânica e teve de se submeter à vários tratamentos estéticos para ficar com a pele mais clara, apagar seus traços físicos primários e assim dar continuidade à sua carreira.

CONCLUSÃO:

Um atriz não branca para participar de um filme tinha que ser mais do que bonita, ela precisava ser muito talentosa e passar por inúmeros testes, coisa que nem sempre ocorria com algumas atrizes brancas e que eram os ''rostinhos bonitos'' dos filmes.E não, eu não quero dizer que uma atriz branca não precisava mostrar serviço, porém é inegável o fato de que muitos papéis foram dados à certas moças apenas pela beleza das mesmas.
alfred hitchcock racism blondes

No caso do Alfred Hitchcock, o que ele sentia pelas loiras era algo distinto de racismo, era uma questão demasiadamente voltada para o lado sexual (e que até virou tema de filme), mas essa preferência dele eu prefiro abordar em outro post.

Minha conclusão é que não podemos afirmar se ele era racista ou não, simplesmente se baseando no perfil de atrizes que ele  usava nas produções.Mas, acima de tudo, não podemos esquecer que quase 100% das vezes eram atrizes brancas contratadas pelos estúdios, e entre as brancas do cabelo preto e as brancas do cabelo claro, ele preferiu as loiras.


OBS: Minha análise é estritamente voltado ao conteúdo dos filmes produzidos por ele.Tal vez em sua vida pessoal ele realmente fosse racista, algo que considero lamentável.Ainda assim, me parece pouco e até mesmo ~pesado~ taxar um diretor de racista somente porque ele tinha uma preferência por trabalhar com atrizes de determinada cor no cabelo.É como se pegassem uma história massiva de discriminação, que no caso é o cinema e tacassem em cima de uma pessoa só.

Antiguinhas

31 comentários

  1. Gabi, que tema interessante! Olha, acho difícil mesmo dizer se ele era racista mas realmente preferia as loiras. Um professor de cinema me disse uma vez exatamente isso, que o Hitchcock escolhia as atrizes que ELE achava bonitas e ó, se duvidar até ficava com elas. Não eram necessariamente boas atrizes como no caso da Tippy que atuou tão mal que tem cenas cheias de corte em Os Pássaros por causa disso haha.

    beijo
    www.blogbelatriz.com
    YouTube Belatriz
    Facebook Belatriz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, e a Tippy nem era atriz, era modelo, foi vista num comercial,a mulher do Hitch simpatizava com ela e foi indo.Até mesmo porque na época das gravações de Os Pássaros, o Hitchcock queria a Grace Kally para atuar, mas ela havia se tornado princesa e abandonado o cinema.

      Excluir
  2. Oi Gabi, tudo bem?
    Muito bacana o seu post. Esse é um tema muito válido de abordar e também refletir. Se hoje em dia as pessoas negras ainda têm que lutar muito por espaço, imagino naquela época! =(
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas | Participe do sorteio de 2 anos do blog!

    ResponderExcluir
  3. Gabi, esse assunto é bem delicado ótimo vc ter compartilhado com a gente :)
    bjoka http://diadebrilho.com

    ResponderExcluir
  4. Nossa Gabi, eu não sabia que a Rita Hayworth tinha ascendência hispânica! Tão linda ela nessa foto do "antes da fama". Linda de qualquer jeito pelo visto, né?

    http://naomemandeflores.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, lindona! Ela tem sim.Inclusive o pai dela trabalhava nos EUA dando aulas de dança de origem espanhola.

      Excluir
  5. bem interessante!
    não acompanho filmes antigos e nem nesse estilo retrô - apesar que gostar muito!
    nunca tinha reparado nesses detalhes!

    xoxo
    Guria do Século Passado

    ResponderExcluir
  6. Vc disse tudo o que penso. Na época de trabalho dele não existiam praticamente atrizes negras. Na verdade, hoje em dia ainda não temos muitas. Então talvez mesmo que ele quisesse, não conseguiria uma negra bonita e talentosa, bem como se conseguisse, poderia ser barrado pelos estúdios.

    Beijos/Xoxo.

    Anete Oliveira
    Blog Coisitas e Coisinhas
    Fan Page Coisitas e Coisinhas
    Instagram

    ResponderExcluir
  7. Esse tema é muito interessante - e polêmico. Passei pelo assunto do racismo no cinema americano quando escrevi meu artigo sobre Lia Torá e Olympio Guilherme, os primeiros brasileiros em Hollywood (caso queira ler para debatermos mais tarde, o link é este: http://imperioretro.blogspot.com.br/2015/09/lia-tora-e-olympio-guilherme.html). Eu penso que tudo deva ser analisado com muita calma. De fato, Hitchcok tinha uma obsessão por atrizes loiras nos papéis de protagonista. Mas antes de chamá-lo de racista, precisamos analisar os contextos dos quais ele costumava se utilizar nos filmes que realizava. Os dramas policiais e de suspense de Hitchcock possuem como personagens centrais pessoas de classe dominante (considerado que ele queria se aproximar ao máximo possível da realidade). E dificilmente negros, latinos ou asiáticos comporiam a classe dominante britânica/americana. Ao menos eu interpreto desta forma, mas a possibilidade de Hitchcock compactuar (ainda que inconscientemente) com o imperialismo branco-europeu não pode ser descartada. Afinal, Hitchcok era peça mais que fundamental dessa máquina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante análise.
      Realmente, a questão de classe!!!

      Excluir
    2. Exatamente isso! Não podemos descartar a possibilidade dele inconscientemente fazer parte da panelinha, afinal, o cinema sempre serviu como ponte para disseminação de ideologias.Mas, ainda assim, me parece exagero taxar somente ele de racista.Como eu falei, até agora não vi nenhum filme dele que faça uma referência explícita ao racismo.

      Estou indo ler o seu post!

      Excluir
  8. Tô aqui boba com essa foto da Rita Hayworth
    Até hoje há uma mudança, mas aí foi punk metal hard core

    Só assisti Psicose dele, vou prestar atenção.

    Estava assistindo It- A coisa e ali eu fiquei boba com a quantidade de gente branca e de olho azul!!!!!!!! Até que apareceu um negro e eu tive um pouco de alívio, mas nem vi o resto do filme.

    As musas realmente são brancas né, salvo as divas do soul, do blue - da música - mesmo assim é uma batalha sem fim. Como é difícil meu Deus, fico imaginando naquela época.
    Concordo que muitas não tinham oportunidade nem sequer de fazer um teste :/ que horrorrrrrr

    Vou até ver filmes clássicos de outros diretores, fiquei intrigada
    hahahah

    xero

    http://rascunhosehistorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ****************blues >>> errei

      Excluir
    2. Veja e repare que nos filmes hollywoodianos dos anos 30 e 40, a presença de pessoas não brancas é quase inexistente.

      Era um racismo declarado mesmo.Tanto que umas das atrizes de E O Vento Levou, a Hattie McDaniel, ganhou o Oscar de melhor atriz e preferiu não comparecer ao evento.

      Enfim.O que me consola é saber que hoje em dia existe uma abertura maior, mas ainda sim continua existindo alguns esteriótipos.

      Beijos

      Excluir
  9. Vi poucos filmes do hichcock e nunca parei para pensar porque ele nunca colocou uma negra como protagonista.
    Big Beijos
    Blog LULU ON THE SKY

    ResponderExcluir
  10. No meio da postagem entrou no ponto onde eu gostaria de comentar. Não só a indústria do cinema, como a própria sociedade a uns tempos atrás, era muito racista! A pessoa mesmo que não tivesse nenhum tipo de preconceito, tinha que se adequar aos padrões impostos pela indústria e pelos espectadores. Tenha um dia abençoado, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Paula.O pior é que certos esteriótipos continuam persistindo, por exemplo: o da loira burra em filmes de terror etc...

      Excluir
  11. A questão: Quem NÃO era racista na época? Era difícil ter atrizes negras nos filmes quando Hollywood só dava contrato pra loira (e quando não era loira, transformavam numa - *cof cof* Marilyn *cof cof*).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade...Poucas, bem poucas atrizes não sofreram modulações gritantes na aparência.

      Excluir
  12. Também não vejo essa preferência dele como racismo não. Mas de qualquer forma, é um tema muito interessante pra se discutir. Principalmente quando envolve Hitchcock :)

    Meus parabéns pelo post viu.

    Beijo.

    | O Blog Que Não é Blog |

    | Canal no Youtube |

    ResponderExcluir
  13. Eu acho super complicado julgar pessoas de épocas diferentes, porque todo o contexto influencia muito e pra gente é fácil olhar pra trás, apontar o que está errado e criar casos. Mas enfim, concordo contigo sobre a falta de pessoas negras no cinema naquela época, eles não tinham a oportunidade de atuar e se tivessem, o filme sofreria muito da classe elitista branca, né? QUe provavelmente bancava as produções. Triste, porém era a realidade :/

    Bem bacana tu levantares essa discussão aqui, o post ficou ótimo.

    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E a questão não era só em relação à atrizes negras, qualquer etnia fora do padrão branco sofria discriminações.

      Excluir
  14. Olha só que tema interessante, Gabi!
    Realmente, é muito difícil pra nós dizer se as produções dele eram racistas. É outra época e sabemos que foi uma época realmente racista. E isso reflete até hoje, vide o aclamado discurso da Viola Davis. Triste :/

    Ótimo post, Gabi, vamos discutir mais sobre isso!

    Beijos!
    Heeey, Maria! | Fanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos sim! ♥ Temos que refletir bastante sobre esses temas.E o mais importante:criar um diálogo para perceber que muitas coisas infelizmente não mudaram.

      Excluir
  15. É difícil entrar entrar nesse tipo de assunto hoje em dia, porque naquela época era tudo diferente né? Era difícil ver atrizes negras na tv, o primeiro "motivo" (vulgo desculpa) foi porque negro não aparecia na tv e precisava de muita luz pra aparecer, tipo??? Pelo amor né? E segundo era porque não eram bonitas, tipo??? (de novo) o que tem de negra e negro LINDOS por aí, já até perdi as contas. Não sei se defino ele como racista, até porque a época dele era bem diferente, a sociedade adorava atrizes/modelos brancas e loiras, era o estereotipo da época e ainda bem que não tinha que ser magra né? Se não, a gente nunca ia conhecer a Marilyn Monroe.

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAH, verdade, a Marilyn era bem cheinha <3 e bonita demais!

      Excluir
  16. Gabi, até hoje essa história de bons trabalhos são dados a pessoas apenas pela sua aparência ainda existe muito. E o racismo na indústria do cinema e tv tb. Dificilmente a gente vê uma pessoa negra num papel de diretor, executivo, médico, etc. Geralmente eles interpretam papéis de pessoas mais simples ou até mesmo nos papéis de bandidos. Infelizmente ainda tem mto isso :(

    Beijos.. amei o post

    www.vestidoetenis.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vejo muito isso nas novelas brasileiras.

      Excluir